O ano está acabando e, para encurtar mais, o primeiro dia útil de novembro foi, na verdade, um feriado.

Dois meses já se passaram de licença-maternidade e, embora o comum para o retorno ao trabalho seja de quatro a seis meses pós parto, já estou voltando.

Volto, mas volto diferente. Volto, mas fico também.

Na verdade me sinto privilegiada por poder escolher. Ter um negócio próprio, horários flexíveis, torna esse retorno mais fácil e fico me perguntando como seria se tivesse que voltar mesmo querendo ficar, como tantas mães por aí, amamentando seus bebês, sem ter com quem deixá-los…

Só quando passamos por isso tomamos a dimensão do que isso significa. Uma ruptura, uma dor… Muito mais para a mãe que para o filho, é verdade, mas ainda assim uma dor.

Quando falo que retorno diferente é porque o ritmo será outro. Decidi me dedicar mais ao meu filho não só nesses primeiros 4 ou 6 meses, mas no primeiro ano inteiro! As prioridades mudam e é tão natural que, mesmo sendo tão caxias com o trabalho não estou sofrendo com essa decisão. Chego a estar feliz porque com ela desafio minha criatividade e posso estar presente no trabalho mesmo “ausente”.

Ninguém perde. O cliente continua recebendo o melhor de mim e do meu profissionalismo e meu filho terá uma mãe presente, disponível, disposta!

Como fazer isso?

Uma boa equipe de suporte sempre será peça chave, mas organizar a rotina de trabalho em casa, visita às obras e lojas, acompanhamento a clientes será fundamental. A isso somaremos o trabalho com o blog, com o canal e o atendimento online.

O blog deixará de ser apenas uma vitrine dos trabalhos executados, mas uma ferramenta de auxílio e troca de informações e dicas do mundo da decoração. Quero falar mais sobre o design possível, quero que as pessoas o torne possível nas suas vidas, com criatividade e sem gastar tanto para ter uma casa bacana, um ambiente de trabalho legal, enfim um cantinho harmonioso com a cara do dono.

São tantas as ideias, são tantas as opções para fazer isso dar certo! Você pode fazer, sabia?

Nesses dias em casa tive oportunidade de pensar em como fazer isso, como deixar esse recado de que o morar tem haver com a essência dos moradores, seus gostos e necessidades, suas preferências e não com modismos ou tendências. Esse sempre foi meu jeito de projetar, focada em quem vai morar, muito mais do que em quem vai ver.

Foi daí que nasceu a ideia de dividir por aqui, e também pelo canal, dicas de como fazer sua casa mais feliz. Sei que casa feliz é reflexo de gente feliz, de amor mútuo e tudo que, sem dúvida, é mais importante que uma bela decoração, mas dar uma forcinha no nosso cantinho contribui. Ah! contribui, sim!

E, então, você vem comigo? Tem alguma sugestão de tema? Alguma dúvida de decoração?

Vamos aproveitar que o ano está acabando, que aquela fase de jogar o que não serve fora e abrir espaço para o novo já começou e mãos à obra!

Eu estarei aqui, cheia de ideias para compartilhar e esperando seu comentário, essa troca de dicas e informações que vai me fazer sentir mais perto do meu “ambiente de trabalho”, mesmo mais perto de verdade da minha casa e do meu filhote!

Fique com Deus e que venham mais dias felizes em casa!

Beijo e até mais.

 

 

Categorias: Dicas

0 Comentários para “Sobre maternidade, volta ao trabalho e casa feliz…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *